Posts Tagged ‘programa Happy Hour’

Cirurgia plástica: o que você pensa sobre isso?

quinta-feira, fevereiro 25th, 2010

Hoje o programa Happy Hour, da GNT, abordou o tema lipoaspiração. Gosto do programa e do bate-papo. Um cirurgião plástico, o músico Jair Oliveira, a atriz Mel Lisboa e uma moça que fez lipo estavam na roda. Bacana a conversa. A Mel abordou uma questão interessante: de ela buscar aceitar quem ela é, do jeito que é, e que a individualidade de cada um é que nos faz especiais. Achei muito legal, mas quero saber de vocês: o que pensam da cirurgia plástica?

Eu não sou radical pelo sim e pelo não. Procuro não acusar as pessoas das suas escolhas, sabem por quê? Pra mim, cada um sabe como é ser quem é. Eu, particularmente, não acho legal a banalização da cirurgia, do tipo faço hoje e dali a um ano faço de novo no mesmo lugar, e de novo dali a mais cinco anos e pronto, virei escrava. O exagero em tudo é o erro. Mas cada um sabe onde aperta seu calo. E se algo que não vai fazer mal a ninguém pode fazer bem para a auto-estima, por que criticar? Que bobagem!

Quantas crianças com “orelha de abano” passam a vida inteira ouvindo piadinha quando poderiam simplesmente, com uma cirurgia, resolver esse “probleminha”? Há cirurgias E cirurgias, então não podemos generalizar. E acho que temos de nos amar como somos, aceitar o corpo que temos, aceitar o rosto que temos e sermos felizes, poxa! Eu sou contra a padronização da mulher, de fazermos cirurgias para ficarmos todas iguais, absolutamente iguais. Mas existem traumas e eles podem sumir com a ajuda da medicina, assim como a plástica pode ajudar tantas pessoas que passaram por acidentes e necessitam de intervenções.

Hoje, e somente hoje, eu digo que não faria lipo. Pode ser que eu queira fazer um dia e se eu quiser, não vejo problema nenhum nisso. E já fiz coisas que as pessoas achavam arriscadas e faria de novo (como a cirurgia para corrigir meu estrabismo), então quem é eu além de mim para saber o quanto minha vida melhorou depois disso? ;-) E não sou padronizada, não sou bonita, não sou emborrachada e não pretendo ser. Mas cada pessoa é única. Por que insistimos que os outros têm que ser como nós?

De qualquer forma, eu quero saber: você já fez uma plástica? Faria, se pudesse, onde? Não faria e por quê?

Alegrias,

Fernanda.